Lendo e ouvindo a música

Desenhos de Jorge Queiroz da Silva

domingo, 16 de agosto de 2009

Minha primeira viagem de bonde

Eu só tinha nove anos, e ia fazer minha primeira viagem de bonde, pois seria através desse transporte que eu iria diariamente para o Colégio Brasileiro de São Cristóvão. Estava determinado. Eu sairia na companhia do meu pai até o terminal de bondes, ali, meu pai me deixaria e pegaria o trem para o trabalho, e eu, seguiria para o Colégio. Apesar de todos os conselhos e alertas de minha mãe foi muito forte para mim, fazer a minha primeira viagem sozinho. Lá fui eu. Minha mãe tinha me avisado, que quando o condutor do bonde (cobrador) passasse fazendo a cobrança, e dizendo, a frase “faz, favor...” eu teria que pagar a passagem, que naquela época, correspondia a dez centavos. Sentei- me no canto da grade, para admirar a paisagem, e fiquei daí por diante atento à passagem do condutor que faria a cobrança da passagem. O cobrador chegou, e gritou alto para o pagamento, o célebre “faz favor”, que a minha mãe havia me alertado .Aí eu já com a moeda na mão, estendia na direção dele, pagava e respirava fundo, mas aí então, o cobrador fazia várias vezes, o mesmo trajeto, para cobrar as pessoas, que estavam constantemente embarcando, e ainda não teriam pago. Mas como eu ignorava aquele fato, cada vez que o condutor passava, eu pagava de novo a passagem, como que obedecendo, as instruções da minha mãe, pois ela não me dissera, que eu só teria que pagar quando ele dissesse “faz favor” pela primeira vez. Ela esqueceu do detalhe, que ele passava várias vezes dizendo, “faz favor”, mas pela graça de Deus, o condutor percebeu, que eu ignorava, e que só teria que pagar a passagem uma vez, e ele me disse “ô menino”, você só deve pagar a passagem na primeira vez que eu passar, se não você vai ficar sem dinheiro, para voltar para casa e para sua merenda na escola! E eu então contei isto a minha mãe, ela riu muito com a minha ignorância, mas pelo que achei , eu estava rigorosamente atendendo uma instrução dela!.

Nenhum comentário:

Postar um comentário