Lendo e ouvindo a música

Desenhos de Jorge Queiroz da Silva

domingo, 12 de julho de 2009

Lembrando de mais alguém...

Ainda, falando de minha vida profissional, conto aqui que a vida me fez esbarrar com um outro tipo de Dirigente Industrial ,o Dr. Thamyres de Santa Isabel Protásio. Filho de fazendeiros baianos, veio para o Rio exercer medicina laboratorial e casou-se com a Sra. Alinginha, tornando-se cunhado do Dr. Milton Cesar, que era o Diretor Superintendente da Indústria, de quem já falei a vocês.
Foi convidado para ocupar a Diretoria Industrial, porque a sua formação médica de analista em laboratório, o ajudaria na fabricação dos inúmeros remédios.
Eu e ele vivíamos em total discordância por não compartilharmos as mesmas idéias.
Ciente do meu dever e mesmo com todo o cuidado profissional e obediência à responsabilidade de informar sempre a tempo e a hora tudo o que ocorria no meu planejamento de trabalho, envolvendo a área de custo industrial, não consegui, devido a essas discordâncias, permanecer na firma onde já trabalhava há mais de 14 anos.
Saí então, em busca de um novo mercado, onde talvez pudesse aplicar tudo o que exercitei nas áreas de fabricação, custos, expedição e transporte, manutenção, planejamento de vendas, planejamento de produção, planejamento de compras, racionalização e análise.
Mesmo tomando outro caminho, sempre achei, que agi corretamente, na minha decisão de não trabalhar insatisfeito.Perdi dinheiro, mas em compensação, ganhei em desenvolvimento profissional, pois fui testar em outros mercados aquele meu aprendizado, e ainda creio que foi importante conhecer o Dr. Thamyres Protásio que, reconheço aqui, me fazia exercitar minha criatividade profissional e lutar por ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário