Lendo e ouvindo a música

Desenhos de Jorge Queiroz da Silva

sexta-feira, 6 de julho de 2012

DUAS SEMENTES BEM CUIDADAS POR THAMYRES DE SANTA ISABEL

Recorrendo à Internet, buscando dados de ligações e caminhos que eu percorri profissionalmente, quis buscar uma das figuras, entre tantas outras, que marcaram a minha vida.
Refazendo um breve retorno ao meu passado longínquo, eu cheguei aos anos 1950 e avancei até o final de 1960.
Em todo esse tempo eu estive ligado, durante mais de quatorze anos seguidamente, à uma figura nacional, o doutor Thamyres de Santa Isabel Protásio.
Era uma figura imponente no campo social, pela sua vasta importância no setor médico e laboratorial de análises clinicas, no campo ecumênico, como Chefe da Igreja Presbiteriana e ainda na indústria Química e Farmacêutica.
Era eu um seu subordinado,pois ele era o Diretor Industrial do antigo e conhecido Laboratório Phymatosan, famoso na sua linha de xaropes e fortificantes, descongestionantes e ainda de outros produtos, por ele fabricados.
Tínhamos na época um plantel de 228 tipos de diferentes produtos, nas áreas de terapêuticos, principalmente de tônicos fortificantes e xaropes, beleza e higiene pessoal e limpeza.
E eu, como era o seu Chefe de Departamentos mais próximo, conduzia o meu trabalho, por ele fiscalizado diretamente e era orientado para não cometer nenhum erro insano, numa área de remédios, muito fiscalizada pela ANVISA e pelo Serviço Nacional de Fiscalização de Medicina, pois com remédios não cabem erros e nem se deve brincar na sua fabricação, pois como se diz, remédio em algumas situações, vira droga.
Como responsável pelo Departamento de Planejamento e Controle da Produção, me cabiam funções diversas, como o rigoroso controle de qualidade, o plano geral de produção, o plano anual e quinquenal de compras, o inventariado de estoques semestral, as montagens das ordens de fabricação e serviços para cada tipo de área, o controle geral de custo primário e sua análise de preços, com apurações de preços unitários básicos, que serviam para a apuração dos custos finais que eram complementados pelas despesas administrativas,tais como folhas de pagamento, energia, tributações, publicidade e transportes.
Revivendo mentalmente tudo o que acabei de relatar, me cabe agora entrar no campo de analisar o brilhante doutor Thamyres e a suas heranças genéticas.
Ele era pai de dois meninos, o hoje doutor Paulo Manoel Protásio e o outro doutor Carlos Alberto Protásio. Esses meninos, como posso chamar, pois os vi de calças curtas e suspensórios, são hoje em dia dois meninos de ouro - o primeiro, aquele que foi estudar nos EUA nas antigas missões de trocas estudantis e que após a sua volta ao Brasil, lhe coube cargos importantes como Presidente da Embratur e também da Associação Comercial do Rio de Janeiro e da Anut, ligada aos portos nacionais.
O segundo, o mais novo, foi antigo diretor do Banco Mercantil de São Paulo, de propriedade da grande família VIDIGAL, onde criou laços de parentesco. Foi também diretor presidente do IRB (Instituto de Resseguros do Brasil). Pelo que me consta, atualmente, é diretor da Abrecor (Associação Brasileira das Empresas Corretoras de Resseguros).
Esses dois graduados brasileiros, por ordem do seu importante pai, o doutor Thamyres de Santa Isabel Protásio, quando meninos, iam sempre para o meu departamento para se utilizarem das máquinas copiadoras heliográficas, nos seus trabalhos do colégio e me faziam companhia na sala, por muitas horas seguidas.
Que grande felicidade a minha, ter convivido com aqueles “meninos de ouro”.
Ao apagar das luzes dessas minhas lembranças, estou na obrigação de afirmar aqui nessas últimas linhas, que já desponta por aí, o Paulo Manoel Protásio Filho, neto de Thamyres de Santa Isabel Protásio, diretor e membro do Conselho Empresarial de Jovens Empreendedores Brasileiros.
Nessa minha busca pela Internet, só lamento uma coisa, que pode não ser inevitável mas traz um sentimento de falta para mim, por vir saber do falecimento, daquela grande árvore que vou chamar de um grão de mostarda e , citada por ele mesmo como a representação da vida na sua visão de bispo da Igreja Presbiteriana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário