Lendo e ouvindo a música

Desenhos de Jorge Queiroz da Silva

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Saudade

Saudade, sim, mas do futuro! O passado está em mim, presente e a saudade está na minha frente. Saudade de um "pai" repleto, que, como percebo agora, foi marca de um "pai nacional", ainda que por pouco tempo. Hoje, com mais de setenta anos ,ao encontrar pessoas da minha época de criança, sinto prazer de reviver coisas que falam dele. Vivo hoje a saudade dessa vida curta, mas de uma história linda, forte, honesta e sadia em todos os sentidos; daí nunca ter me mostrado que eu teria essa perda prematura, a perda do meu pai! A partir daí, com os seus exemplos, o mundo foi para mim brilhante. Recebi desse ser seguro e tranqüilo, construído das participações mais importantes da mão de Deus, a certeza de que teria sempre a certeza da saudade do seu único filho. Outra saudade que me ocorre é a de minha nobre e abençoada mãe. Lembro que quando pedia qualquer conselho, me respondia que filho bom já nascia feito e, portanto, não necessitava de conselhos. Minha saudade eterna me diz que ambos, pai e mãe, estão hoje bem juntos, perto do Criador, pois não foi à toa que a morte de minha mãe ocorreu no mesmo dia em que se casou com meu pai. Não seria esse um encontro de saudade?
(Jorge Queiroz da Silva - abril/2009)
Fonte da imagem:sempreamao.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário