Lendo e ouvindo a música

Desenhos de Jorge Queiroz da Silva

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

IMAGINEM JÁ, mas desculpem não se trata do nome do presidente do IRÃ!


Essa minha chamada, alerta para o fato de que vocês possam imaginar que a presidência do IRÃ acredite que num acordo internacional para aprovação do desarmamento mundial, possam ser incluídos apenas dois países, por maiores que eles sejam.
Fica assim uma grande dúvida.
O nosso presidente LULA, mostrou-se feliz diante das preliminares ocorridas na primeira reunião, em que compareceu para apoiar aquela nação islâmica, junto ao presidente da Turquia e afirmou para o mundo, que o acordo deveria aprovar a continuidade do enriquecimento do Urânio, que vem sendo feito pela discutida nação árabe.
IMAGINEM vocês, acho que não se trata de nenhum acordo comercial, mas como a mídia veicula, também está ligado a acordos militares que continuaram a ser sempre vigiados pela tão importante instituição da ONU.
Lembro-me que a ONU manteve instalada aqui no nosso Brasil após a terceira guerra mundial, uma força militar, que era uma força de paz, da qual eu também fazia parte.
Essa força foi aqui mantida e sustentada por ela mesma, por mais de dez anos e continuou a vigiar toda a America Latina, por todos aqueles anos, e ainda fazia parte da composição do primeiro grupamento tático militar da ONU, representada aqui no Brasil pelo maior regimento militar da America Latina, o “REI”, o Regimento Escola de Infantaria da Vila Militar no Rio de Janeiro.
Era composta de mais de 3500 homens, que naquele grupamento se associavam dentro do sistema da paz mundial, que mantinha religiosamente vigiado, por todas as nações do mundo que eram filiadas à paz do Universo.
Tinha a obrigação de intervir em qualquer fato onde estivessem vinculados problemas da ordem de fundamentos políticos, que pudessem se projetar fora da segurança da paz mundial.
Por isso acredito que nossos governantes deveriam não dar tanta importância a esse comprador de URÂNIO.
Não será bom para o Brasil corrermos riscos, pois encontraremos outros compradores mais confiáveis.
E hoje, já acompanho nas rádios e emissoras de TV, que tanto o Brasil quanto a Turquia, ficaram isolados e fora do acordo no campo da tomada de posição das principais nações aliadas ao congraçamento dessa mesma paz mundial.
Como diz o Presidente dos Estados Unidos, as janelas continuam abertas para negociação e assim, eu quero lembrar ao nosso presidente que pular uma janela será sempre mais fácil!
(Jorge Queiroz-agosto/2010)Fonte da imagem:1br.biz

Nenhum comentário:

Postar um comentário